Récem-Nascidos

Compartilhe

Lavanderia do HNSC terceiriza seus serviços

A partir desta semana os serviços de lavanderia do Hospital Nossa Senhora da Conceição passam a ser terceirizados pela Elis, uma empresa internacional de multisserviços fornecendo soluções de locação de artigos têxteis, higienização e manutenção. No processo considerou-se o investimento necessário para atualização dos equipamentos e necessidade de espaço apontado no Plano Diretor, elaborado em 2018 com o intuito de promover formas de crescimento do Hospital. A Elis já presta serviços para a Associação Congregação Santa Catarina em São Paulo.

O HNSC lava atualmente 84 toneladas/mês de roupa hospitalar. A terceirizada continuará atendendo a demanda fazendo além da higienização, o fornecimento das peças que vem com uma tecnologia de rastreamento RFID, que permite analisar todo o caminho que cada peça realiza desde a Distribuição até a coleta para após o uso, registrando, inclusive, o tempo de duração dos itens. Isso permite uma melhor gestão do processo, identificando as áreas com maior consumo relacionando com o total de atendimentos e pacientes internados. O HNSC será o primeiro na região Sul do estado a contar com este sistema.

Segundo o gerente de operações, Vagner dos Anjos, além da observação a requisitos de segurança e eficácia, é preciso garantir boas condições de higiene e conservação de tudo aquilo que é utilizado pelo paciente e funcionários. “O enxoval hospitalar é considerado um dos grandes aliados no tocante ao controle das infecções hospitalares. Então tivemos o cuidado de escolher um prestador de serviços que atende todas as exigências para estes itens, assim como a instituição sempre atendeu”, ressalta.

Outra coisa importante é que todo o processo de transição da terceirização da lavanderia foi feito juntamente com os colaboradores, assim como a equipe de enfermagem. A questão da humanização também foi levada a sério, com transparência e muito diálogo. “Alguns membros da equipe optaram por se desligar da instituição, outros por transferência de setor, e teve ainda 22 funcionários que ficaram nas funções que continuaram ativas”, diz Natalia Mendes Corbetta de Souza, enfermeira coordenadora do serviço de processamento de roupas.

Deixe seu comentário

Leia Também

Prêmios e
Certificações

Start typing and press Enter to search

Top
X